Receba as notícias por Email

Olá meninas!!! Ehhhh voltamos ao nosso querido Blog, agora registrado e de domínio com a nossa marca FELTRICIDADE.
Bom, estamos desde janeiro buscando alguns artesãos que deram origem a essa febre atual com o material nosso de cada dia. Calma, sei que você hoje começou a conhecer o feltro com as artesãs que muitos nos inspiram como Érica Catarina, Fernanda Lacerda, Chrys Altran e muito mais. Mas estou falando dos artesãos que lá atrás nos anos 80 e 90, vinham em revistas apresentar produtos com essa matéria-prima que atualmente é o desejo de consumo de toda artesã. Hoje, vamos saber um pouco do mestre Marcelo Darghan sobre como descobriu o feltro e como foi sua caminhada até atualmente.
 Ps:Lembrando não tivemos intermediários para chegar nele, e o que irá ler é simplesmente o bom carisma e ótima pessoa que ele é.
Você provavelmente não encontrou muito sobre ele em sites ou páginas, o próprio nos contou que a sua biografia não esta no ar por ter tido problemas de hackers nas  redes sociais e infelizmente teve de retira-los. 
Mas em breve estarão no ar novamente
Aproveitem pois eu amei esse pequeno momento.
Foto retirada da página Marcelo Darghan


Enviamos ao Marcelo algumas perguntas, e ele resolveu responder tudo de uma vez só , contando uma historinha, espero que gostem .

Vamos ao início???
Por: Marcelo Darghan

Em 1987 atuava como vitrinista e realizei um trabalho para uma loja de jeans muito famosa na época e usei feltro por se tratar ( na época ) de um material com aspecto de "vovó".
Queria dar um ar de casa de vó em um ambiente bem moderno , e o moderno estava no conceito da marca de jeans.
Foi então que o Luciano da Santa Fé entrou em contato comigo e acabei desenvolvendo alguns desenhos para ele , horríveis , diga-se de passagem , ainda tinha na cabeça que eram essas coisas que  as pessoas queriam , não tinha noção do mercado.
Na verdade , o Feltro nessa época tinha um apelo muito limitado , as pessoas sempre ligavam o produto a mesas de sinuca e baralho , flanelógrafos e material usado para evitar choques na geladeira . Artesanalmente ele era pouco usado e as referências mais fortes vinham de revistas europeias , sempre com desenhos bem tradicionais .
Acabamos ficando amigos e em 89 , um ano depois , resolvemos fazer um curso no SESC Pompeia para o grupo da "Terceira Idade" ( esse nome depois de algum tempo mudou para "Melhor Idade" ) , meu papel era organizar o curso .
Nesse contato com o público , que era muito maior do que esperávamos , percebi várias coisas que mudaram meus valores e conceitos e pedi autorização ao Luciano para mudar tudo e fazer algo mais jovem e bem organizado , para um público maior .
Ele autorizou e comecei a divulgar o evento em revistas e TVs , foi então que esses veículos me pediram sugestões de pautas. 
Para atender os pedidos , optei por um trabalho mais moderno , pois o público daquele primeiro curso não era apenas de senhoras , aliás ,muito pelo contrário , havia muitos jovens .

O resultado disso foi que em 1990 , cerca de 1500 pessoas compareceram aos 3 finais de semana que fizemos os cursos , que já contavam com professores , música , kits prontos e desenhos mais elaborados .
Nesse mesmo ano começaram a surgir as matérias em revistas como Manequim , Faça Facil, Criativa e Contigo . Jornais ( Suplemento feminino ) e em programas de TV , como o Mulheres em Desfile , Pra Você , Manhã Gazeta , Jornal da Cultura , Pequenas Empresas , Grandes Negócios , entre outros .

Ao fim de 8 anos , foram publicadas 385 matérias em feltro apenas para revistas , com ideias que são repetidas ate hoje .
Os cursos a partir de 92 começaram a ser patrocinados por diversas empresas , e a ampliar muito o público , por exemplo , em agosto de 92 , 5000 pessoas se reuniram no Parque Ibirapuera para um curso de Gnomos .

Continuo a realizar esses mega-cursos , em todos esses anos atingi mais de 1.100.000 pessoas pelo Brasil e América Latina .

Na verdade , não fui eu quem escolhi o artesanato , foi ele quem me escolheu .
Deixei de ser vitrinista para ser artesão , professor , criador , xereta e feliz .

Tudo que veio a partir disso é resultado da minha verdade no trabalho e tenho o prazer de ver muitas pessoas que hoje fazem sucesso nas revistas e TVs , tendo começado pelas coisas que criei , ainda tenho a lembrança de algumas delas me procurando para informações sobre o material e possíveis moldes . 

Humildemente , sei que sou precursor do uso desse material , bem como em abrir portas nas revistas e programas de TV , na realização de grandes eventos e feiras e me sinto muito feliz por ver esse pequeno quintal ter virado um universo , que hoje recebe tanta gente que o transforma a cada dia .
 
Beijos

Marcelo

E aí, gostaram?
Nós adoramos saber um pouco mais de um precursor do nosso amado artesanato.
Quer saber mais sobre o Marcelo Darghan?
Visite suas redes sociais e não perca o canal que semanalmente tem novidades!!

Página no Facebook ---> Marcelo Darghan
Canal no Youtube ---> Programa Artesanando 


Beijos!!
Kelly Lima Dias

Deixe um comentário